NGC 1672: Galáxia espiral barrada do Hubble

Muitas galáxias espirais têm barras nos seus centros. Acredita-se que até a nossa própria Via Láctea tenha uma barra central modesta. A galáxia espiral proeminentemente barrada NGC 1672, apresentada aqui, foi capturada em detalhes espetaculares em uma imagem tirada pelo Telescópio Espacial Hubble em órbita. Visíveis são pistas de poeira filamentosas escuras, jovens aglomerados de estrelas azuis brilhantes, nebulosas de emissão vermelha de gás hidrogênio incandescente, uma barra longa e brilhante de estrelas no centro e um núcleo ativo brilhante que provavelmente abriga um buraco negro supermassivo. A luz leva cerca de 60 milhões de anos para chegar até nós a partir do NGC 1672, que abrange cerca de 75.000 anos-luz de diâmetro. O NGC 1672, que aparece em direção à constelação do peixe-golfinho (Dorado), foi estudado para descobrir como uma barra espiral contribui para a formação de estrelas nas regiões centrais de uma galáxia.

Crédito de imagem: Hubble Legacy Archive, NASA, ESA; Processamento e direitos autorais: Daniel Nobre

Observatório de raios X Chandra

(NASA)
TExto: Júlia Machado

Click to listen highlighted text!