Nebulosa NGC 3372

Uma jóia do céu do sul, a Nebulosa da Grande Carina, também conhecida como NGC 3372, abrange mais de 300 anos-luz, uma das maiores regiões formadoras de estrelas da nossa galáxia. Como a nebulosa menor, mais ao norte da constelação de Órion, conhecida no Brasil por três Marias, a nebulosa Carina é facilmente visível a olho nu, embora a uma distância de 7.500 anos-luz, esteja cerca de 5 vezes mais distante. Este lindo close telescópico revela detalhes notáveis ​​dos filamentos brilhantes centrais da região de gás interestelar e obscurecendo as nuvens de poeira cósmica em um campo de visão de quase 20 anos-luz de diâmetro. A Nebulosa de Carina abriga estrelas jovens e extremamente massivas, incluindo a ainda enigmática e violentamente variável Eta Carinae, um sistema estelar com bem mais de 100 vezes a massa do Sol. No composto processado de dados espaciais e de imagem terrestre, uma nebulosa empoeirada e com dois lobos parece cercar Eta Carinae, logo abaixo e à esquerda do centro. Enquanto Eta Carinae provavelmente está à beira de se tornar uma supernova, imagens de raios-X indicam que a Nebulosa da Grande Carina tem sido um lugar propício e uma verdadeira fábrica de fenômenos como esse.

 

Agradecimentos Especiais

Crédito de imagem: NASA, ESA, Hubble, ESO, Amateur Data; Processamento e direitos autorais: Robert Gendler & Roberto Colombari, Observatório de raios X Chandra.

Adaptação: Jailson Adamoli

No instagram:

https://www.instagram.com/p/B8lcTYwBAsh/?igshid=8st16x04pcqe

No youtube:

https://www.youtube.com/channel/UCBAk7zCDQR07AuevZi29jJQ

Click to listen highlighted text!