Messier 5

“Bela Nebulosa descoberta entre o Balança [Libra] e a Serpente [Serpens]…” começa a descrição da 5ª entrada do famoso catálogo de nebulosas e aglomerados estelares do astrônomo do século XVIII, Charles Messier.

Embora Messier parecesse confuso, redondo e sem estrelas, o Messier 5 (M5) é agora conhecido por ser um aglomerado estelar globular, com 100.000 estrelas ou mais, limitado pela gravidade e acondicionado em uma região de 165 anos-luz de diâmetro. Fica a cerca de 25.000 anos-luz de distância.

Vagando pelo halo da nossa galáxia, aglomerados estelares globulares são antigos membros da Via Láctea. O M5 é um dos mais antigos globulares, com estrelas estimadas em 13 bilhões de anos. O belo aglomerado estelar é um alvo popular para telescópios terrestres.

Mesmo perto de seu núcleo denso, as estrelas gigantes vermelhas e azuis do aglomerado e os retardatários azuis rejuvenescidos destacam-se com tons amarelados e azuis nesta imagem colorida nítida.

Imagem Direitos autorais: Adam Block

Texto: Júlia Machado

(NASA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Click to listen highlighted text!